Atendimento: 8h às 18h
Atendimento: 8h às 18h

Cirurgia Ortognática Minimamente Invasiva.

A solução correta para a harmonia estética e funcional da face, minimizando o trauma cirúrgico e acelerando a sua recuperação pós-operatória.
Image

Cirurgia Ortognática Minimamente Invasiva

Um dos grandes desafios da nossa especialidade é desmistificar o que muito se fala sobre o período de recuperação pós-operatória das cirurgias ortognáticas, e promover ao paciente uma experiência agradável e livre de complicações comuns com as técnicas utilizadas anteriormente.

Desde 2019 viemos praticando o mais novo conceito de cirurgia ortognática, a CIRURGIA ORTOGNÁTICA MINIMAMENTE INVASIVA, que visa promover benefícios expressivos ais nossos pacientes:

Preservação da inserção de músculos importantes na motricidade facial
Preservação da inserção de músculos importantes na motricidade facial
Recuperação mais rápida e retorno às atividades em 7-10 dias
Acessos cirúrgicos (cortes) menores
Uso de menos material de fixação (placas e parafusos)
Diminuição do risco de parestesia (perda da sensibilidade do lábio)
Cirurgia mais rápida
Menor sangramento
Menor tempo de internação hospitalar

O que é Cirurgia Ortognática?

Cirurgia ortognática é a cirurgia realizada por um Cirurgião Bucomaxilofacial para corrigir uma ampla gama de deformidades dento-faciais, que incluem irregularidades dentárias até grandes discrepâncias esqueléticas entre os ossos maxilares.

Os indivíduos que são acometidos por estes problemas apresentam distúrbios mastigatórios, disfunções articulares, engrenamento incorreto dos dentes (má-oclusão), problemas respiratórios, distúrbios na fonação (fala) e comprometimento estético da face.

Objetivos da Cirurgia Ortognática

Obter o padrão de beleza do sorriso, tornado-o mais atraente
Obter o padrão de beleza facial, tornado a face mais harmônica
Corrigir problemas funcionais de mastigação, deglutição e fonação
Tornas as vias aéreas mais pérveas, contribuindo para melhor padrão respiratório
Corrigir as “mordidas erradas” (Má-oclusão)
Corrigir sintomas de ronco e apnéia do sono
Corrigir possíveis desordens articulares e dores orofaciais

Indicações da Cirurgia Ortognática

Algumas condições dentárias e maxilares que indicam a necessidade de uma cirurgia corretiva (cirurgia ortognática):

Correção de “problemas de mordida” que não podem ser corrigidos apenas com aparelhos ortodônticos;
Correção de distúrbios de função mastigatória, respiratória e fonética;
Tratamento adjunto no tratamento das dores orofaciais e articulares;
Correção das queixas de estéticas de desarmonia do sorriso e estética facial prejudicada;
Correção de defeitos faciais congênitos ou adquiridos, como as sequelas de traumatismos faciais.

Objetivos da Cirurgia Ortognática

PLANEJAMENTO VIRTUAL TRIDIMENSIONAL

Ferramenta utilizada para o planejamento cirúrgico e impressão dos guias cirúrgicos, que permite visualização do resultado que se pretende obter na cirurgia, favorecendo a obtenção de resultados previsíveis e milimetricamente precisos.

BENEFÍCIO ANTECIPADO

Abordagem inovadora que inverte a sequencia de tratamento, permitindo que os pacientes realizem a cirurgia antes mesmo de passar pelo tratamento ortodôntico, e assim aproveitam todos os benefícios da cirurgia de forma antecipada. Este protocolo reduz de forma significativa o tempo total de tratamento.

CIRURGIA PIEZOELÉTRICA

Cortes ósseos por vibrações ultrassônicas, que impedem danos a estruturas nobres como dentes, músculos, nervos, veias e artérias. Ainda, reduz sensivelmente o sangramento durante a cirurgia.

Tempo de tratamento reduzido

Técnicas cirúrgicas inovadoras e materiais cirúrgicos de última geração colaboram para reducao do tempo de tratamento em 50%, permitindo que o paciente retorno as suas atividades diárias precocemente.

Sempre uma passo a frente

Utilizamos as mais modernas técnicas e equipamentos, incluindo o planejamento 3D, realizado em software que prepara a cirurgia e ilustra o resultado antes mesmo da operação ocorrer no paciente.

Casos clínicos

Depoimentos

Seu sorriso é nossa maior prioridade

Veja o que nossos pacientes dizem sobre os nossos especialistas.

Minha melhor decisão! Agradeço a Deus por ter tido o privilégio de conhecer o Dr. Stélio Neto e sua equipe. Eu era classe III e estou muito satisfeita com o resultado.

Ticy Lopes
Classe 3

Fiz a cirurgia em novembro de 2019 e foi a melhor escolha da minha vida. Hoje tenho tenho uma qualidade do sono e não tenho mais problemas digestivos. Obrigado Dr. Stélio e sua equipe!

Marcos Freire
Classe 2

Tinha muito medo de fazer essa cirurgia, mas quando conheci o Dr. Stélio eu senti muita confiança, hoje posso dizer que foi uma das melhores escolhas da minha vida!

Janaina Araripe
Sorriso Gengival

Dr. Stélio Araújo Neto

CRO 9328
Especialista e Mestre em Cirurgia Oral e Maxilofacial
Pós-graduado em Implantodontia
Pós-graduado em Dor Orofacial e Distúrbios da ATM
Pesquisador da University of Illinois at Chicago (EUA)

Perguntas frequentes

Sim. Hoje qualquer plano de saúde obrigatoriamente deve cobrir os procedimentos cirúrgicos bucomaxilofaciais de caráter funcional. Exatamente por não ser estético, o diagnóstico revela um problema funcional e por isso deve ser realizado antes de trazer maiores consequencias. O profissional que executa esse tipo de procedimentos cirúrgicos é um Cirurgião-Dentista, com especialidade na Cirurgia Bucomaxilofacial, especialidade exclusivamente da Odontologia, mas o beneficiário de planos de assistência médica desfrutam dos direitos cabíveis ao tratamento de suas doenças e deformidade. Consulte o Dr. Fernando Antonini e providencie as documentações necessárias para realizar o seu procedimento cirúrgico.

A Primeira etapa do tratamento é dedicada ao diagnóstico das deformidades presentes e, para isto, é necessária uma avaliação clínica detalhada e solicitação da documentação adequada. A documentação padrão compreende: (1) fotografias da face; (2) fotografias intra-bucais; (3) tomografia de face e pescoço; e (4) modelos de gesso das arcadas dentárias. Eventualmente são necessários outros exames, como polissonografia, cintilografia e ressonância magnética das articulações têmporo-mandibulares.

Com a documentação em mãos, o cirurgião bucomaxilofacial e o ortodontista são capazes de determinar o diagnóstico e definir o plano de tratamento. É importante a comunicação entre os profissionais para que detalhes importantes não sejam negligenciados.

Sim. Os aparelhos ortodônticos servem para posicionar os dentes de uma forma que permita realinhar a maxila e a mandíbula dentro de um padrão funcional e estético aceitáveis, consequentemente dando ao paciente uma nova aparência, com uma maior simetria e harmonia facial.

Os aparelhos ortodônticos são instalados previamente à cirurgia e permanecem até o final do tratamento orto-cirúrgico. O Ortodontista quem determinará o momento final em que os aparelhos devem ser removidos.

Mesmo que você já tenha realizado tratamento ortodôntico anteriormente, pode ser necessário uma nova etapa de tratamento ortodôntico previamente à cirurgia ortognática, porem em alguns casos este tratamento pode ser acelerado ou mesmo realizado após a cirurgia.

Sim. Uma investigado detalhada da sa;ude do paciente é realizada previamente à cirurgia e todos os exames solicitado são meticulosamente avaliados. Ainda, todos os pacientes são avaliados por um médico anestesiologista, que também avalia a condicao m;edica do paciente a ser submetido a anestesia geral e esclarece todas as duvidas relacionadas ao procedimento anestésico.

Logo após a cirurgia, o paciente é acordado da anestesia e é encaminhado para a sala de recuperação anestésica, onde poderá receber os cuidados imediatos do dr. Antonini e da equipe de enfermagem para o seu restabelecimento. Após esta recuperação anestésica inicial, o paciente é levado ao quarto de internaçãoo, onde poderá permanecer com seu acompnhante até a alta hospitalar, que na maior parte da vezes é dada no dia seguinte à cirurgia.

Durante a estadia em casa, o paciente poderá falar e fará alimentações leves nos dias que se seguem, sem necessidade de ficar com a “boca amarrada”. A alimentação inicial consiste de alimentos pastosos, aumentando a consistenca dos alimentos gradativamente até retorno a alimentação normal. É de terem importância que o paciente mantenha uma dieta balanceada no período pós-operatório. para isto, a Clínica FACE dispõe de profissional nutricionista para acompanhamento dos nossos pacientes. Hidratação com pelo menos 3 litros de água por dia também auxilia muito na recuperação pós-operatória.

Você está a um passo de renovar seu sorriso e melhorar sua auto-estima!

    (85) 4042-0214

    Av. Dom Luís, 1200, sala 1010 - Torre I. Shopping Pátio Dom Luís - Aldeota. Fortaleza, Ceará.